6 fatores a ter em conta na escolha do seu parceiro de logística e transporte

6 fatores a ter em conta na escolha do seu parceiro de logística e transporte

Quando uma empresa opta pela terceirização da logística e do transporte (ver Transporte e logística: Internalizar ou recorrer ao outsourcing?), a primeira questão que se coloca é como selecionar um bom parceiro.

A oferta de serviços de logística e transporte é grande e tende a crescer, pelo que as opções são muitas. O risco da empresa não selecionar bem seus parceiros logísticos é igualmente grande, até porque a tentação de privilegiar o fator preço tende a ser bastante falaciosa.

Se a lógica começou por ser a de um simples fornecedor de serviços, hoje as empresas necessitam de um parceiro estratégico, que viabilize o desenvolvimento que pretende para o seu negócio.

À semelhança das relações pessoais, numa primeira instância é fundamental alinhar expectativas e identificar possíveis “zonas de conflito” (Ruzzier & Scrabotic, 2012). Muito mais do que enumerar ingredientes pontuais para a receita perfeita, torna-se fundamental saber questionar o imprescindível num potencial parceiro de negócios.

1. Expertise nas necessidades particulares da empresa

No que toca os serviços de transporte e logística, a expertise nos processos inerentes à realidade de cada nicho assume o protagonismo.

As exigências da atividade de uma Empresa têxtil, por exemplo, são muito distintas das de uma empresa especializada na produção de equipamentos para a indústria petrolífera, no que se refere ao acondicionamento de carga, aos procedimentos no transporte ou mesmo, eventualmente, às burocracias inerentes à sua distribuição.

2. Cultura da empresa e Comunicação

A cultura da Organização é compatível com a nossa? Culturas organizacionais muito divergentes inviabilizam o sucesso de qualquer parceria, logo à nascença.

Não obstante, apesar de constituir um fator transversal e elementar a qualquer díade relacional, a comunicação eficaz é um excelente preditor de escolha ponderada e do sucesso de uma parceria. É necessário definir exatamente o que se quer e como se quer, o que se espera e o que se exige, para que possa ser estabelecido um plano de ação e se evitem retrocessos e dissabores.

3. Flexibilidade

A flexibilidade para aceitar e acompanhar as necessidades de mudança dos clientes ou dos mercados, para desenvolver soluções diferentes e diversas, tão urgentes no panorama atual, constituem o apogeu de uma parceria “com pernas para andar”.

4. Confiança

Estas demandas apenas fazem sentido no âmbito de um cenário de confiança, o fator sine qua non para o estabelecimento de qualquer relação, comercial ou não. Especialmente quando implica partilhar com terceiros objetivos e visões.

Assistimos a uma expansão no paradigma de tomada de decisões no mundo Empresarial, que tende a ultrapassar os aspetos inerentes ao negócio ou meramente financeiros. Se é claro que os benefícios financeiros são uma prioridade comum às Empresas, muito mais clara é a procura de vantagens competitivas através da partilha de conhecimento técnico, recursos e influência.

5. Controlo de indicadores e melhoria continua?

Trata-se de uma Empresa que mede o que faz e pratica a melhoria contínua? Se não for o caso terá dificuldade em saber se a gestão logística é eficaz, qual a margem de melhoria e como melhorar.

6. Serviço ao cliente

O seu parceiro assume um claro compromisso ao serviço ao cliente? Mais do que um conjunto de boas práticas, trata-se de uma questão de atitude. Se não estiver no ADN da empresa, será mais difícil de mudar.

 

E para a sua empresa, o que é absolutamente indispensável num parceiro de transporte e logística?

 

Referências:

Ruzzier, M., Scrabotic, A. (2012). Logistics Outsourcing: Lessons from Case studies. In Managing Global Transitions, 10 (2): 205-225.

http://www.fm-kp.si/zalozba/ISSN/1581-6311/10_205-225.pdf

John Langley, Jr., Ph.D., and Capgemini. 2013 Third-Party Logistics Study The State of Logistics Outsourcing Results and Findings of the 17th Annual Study

https://www.capgemini.com/resource-file-access/resource/pdf/2013_Third-Party_Logistics_Study.pdf